Doar leite materno é multiplicar amor

19/05/2020

Doar leite materno é multiplicar amor

Salvar vidas alimentando-as com leite humano! Esse é um gesto nobre incentivado pela Galzerano nesta data tão importante, o Dia Nacional da Doação de Leite Materno.

“Depois do próprio leite da mãe, o segundo melhor leite é o materno de outra mãe, principalmente para os prematuros que não conseguem amamentar”, conta que aprendeu Daniela Pereira Amaral Lapa, mãe da Maria Júlia, 4 meses.

Faz 1 mês e meio que ela começou a doar, após ter que esvaziar a mama que estava cheia. “Sentia pena em jogar fora esse leite, depois de saber quão rico é este leite materno”, diz. A hiperlactação também motivou Flávia Germano Nogueira, 34 anos, mãe da Eloíse, de 1 ano e 8 meses. “Seguia infeliz de não saber o que fazer com tanto leite, então procurei um Banco de Leite e pude viver a experiência magnífica da amamentação unida com o propósito de doar leite e salvar vidas”, relata.

Você sabia?

Você sabia que um litro de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia?

Todos os anos, segundo o Ministério da Saúde, cerca de 150 mil litros de leite materno humano são coletados e distribuídos aos recém-nascidos de baixo peso internados em UTIs neonatais de todo o Brasil.

Dependendo do peso do prematuro, 1 ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez em que ele for alimentado, diz o Ministério da Saúde. Bebês que estão internados e não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber os benefícios do leite materno com a doação de outras mamães.

Se você está amamentando, seja uma doadora e ajude a quem precisa. Qualquer quantidade de leite materno doado é importante. Em tempos de pandemia, é prudente que somente lactantes saudáveis, sem contato domiciliar com pessoas com suspeita de síndrome gripal, façam a doação.

Para doar


“É superfácil doar, o pessoal vem aqui retirar. Sensação de doar é muito boa, saber que está ajudando outro ser que está começando sua vida é um sentimento de gratidão. É a melhor forma de agradecer a benção de poder amamentar nosso filho. Doem esse amor e multipliquem”, resume Daniela.

Empatia é o que move Flávia. “Me coloco no lugar dessas mães nas UTIs Neonatais, só querem ver os filhos crescerem fortes e saudáveis. O amor que tenho no gesto de doar é ter a certeza do valor de cada gotinha, quão preciosa ela é na vida de nossos pequenos guerreiros na UTI”.

Procure um Banco de Leite Humano mais próximo ou ligue para o Disque Saúde, no número 136, para tirar dúvidas. Clique para saber a localização e o contato dos Bancos de Leite Humano.